Desenvolvimento & Gestão

Sol - Site ABS - JFM

José Ferreira Machado

Director da NOVA School of Business and Economics

Este artigo debruça-se sobre um tópico muito ignorado e porventura menor no estudo do desenvolvimento das economias emergentes. Refiro-me ao contributo do ensino da gestão para esse processo. Contudo, antes de começar, gostaria de enfatizar um ponto muito simples mas frequentemente esquecido, sobretudo por estrangeiros. Quando se fala dos desafios do desenvolvimento é fácil ficar esmagado pelo muito que falta fazer, esquecendo o caminho já percorrido. Todavia, para este estrangeiro, o caminho percorrido por Angola desde o fim da guerra civil tem sido significativo e digno de admiração. Há muito para fazer mas seria errado ignorar o progresso realizado. Impressiona-me sobretudo a visão clara e esclarecida que as elites angolanas revelam da necessidade de fazer Angola ultrapassar as múltiplas armadilhas que se escondem na senda da prosperidade.

Os economistas têm tentado tudo ou quase para explicar porque que é que umas sociedades prosperam e outras não. A lista dos fatores analisados é extensa e muito criativa: políticas macroeconómicas, a acumulação de capital, a educação, a confiança, ambiente para os negócios, instituições económicas e políticas, clima, geografia, guerras etc. etc. No entanto o puzzle permanece representando aquilo a que o Prémio Nobel Robert Solow chamou a "medida da nossa ignorância" (também conhecida, menos prosaicamente, por produtividade total dos fatores).

Continue a leitura

Bons mercados e boa gestão: a espiral virtuosa

Sol - Site ABS - NH

Nadim Habib
CEO do Nova Executivos; Professor da Angola Business School

A necessidade de crescimento económico é um imperativo da sociedade moderna. A tese dominante defende que se o estado criar boas condições de mercado, o crescimento virá naturalmente. Ou seja, num mercado perfeito, os bons gestores são recompensados com sucesso, sobrevivência, recompensas, ao passo que os maus são simplesmente afastados pelas dinâmicas do processo competitivo. O argumento económico parece lógico, mas serão os bons mercados suficientes para se compreender o desenvolvimento económico? Qual o papel da boa gestão?

Os bons mercados fazem a boa gestão
Os mercados são instáveis, vulneráveis a modas, originadores de crises cíclicas. Mas os bons mercados, com as doses certas de liberdade e regulação, constituem a maior força de progresso humano que se conhece. Nos bons mercados, as ideias melhores prevalecem. Os melhores gestores e demais talentos são disputados. Eis os ingredientes dos bons mercados.

Continue a leitura

Aprender Gestão na TV

Sol - Site ABS - MPC

Miguel Pina e Cunha

Professor da Nova School of Business and Economics e da Angola Business School

Aprender gestão na TV
Como e onde se pode aprender a gerir? Antes de mais, gerindo. Ou seja com a experiência. A gestão é uma prática e uma profissão. Ninguém aprende a gerir sem gerir. Mas também se aprende gestão estudando, nos bancos das faculdades e nos livros. Nas faculdades aprendem-se conceitos e teorias testadas pela comunidade científica. Ganha-se sensibilidade para o espectro largo da gestão como profissão que cobre áreas como operações e produção, gestão financeira, liderança e gestão de pessoas, marketing e estratégia, ética e sustentabilidade. Se tudo correr como deve, desenvolve-se também o pensamento crítico e a sensibilidade para a noção de que a gestão também é sobre ideias e a capacidade de as materializar em soluções para problemas. Também se aprende gestão nos livros – de gestão mas não só. Já nestas páginas tive a oportunidade de defender a relevância de "Guerra e Paz", o grande clássico da literatura russa e universal, como fonte de aprendizagem para gestores. Mas muitos outros poderiam ser indicados, desde o "Quixote" a muitos escritos de Pessoa – alguns sobre gestão.

Mas também se pode aprender sobre gestão na TV. A televisão tem sido apresentada recentemente como um ângulo cultural quase morto. Não é necessariamente verdade. Três programas de TV também acessíveis noutros media, oferecem oportunidades de aprendizagem não desprezíveis. Destaco três, explicando porquê, e convidando os leitores do Sol a espreitarem estes shows numa perspetiva não canónica.

Continue a leitura

Os Oito Passos do Empreendedor

Sol - Site ABS - AA

António Abrantes

Director Geral da Nova Angola Business School

Empreendedorismo é uma palavra que anda na ordem do dia. E faz sentido que ande, pois o sucesso de um país depende em muito da capacidade que os seus cidadãos têm de empreender. De ter novas ideias, criar novas empresas e novos projectos. Novas formas de criar riqueza e de contribuir para o bem estar das pessoas. No entanto, empreender, na perspectiva empresarial, exige alguns cuidados que, quando não são considerados, podem levar ao insucesso do projecto e ao desperdício de uma boa ideia. Neste artigo irei procurar resumir aqueles que considero os cuidados mais relevantes e que estruturei naquilo a que chamei os oito passos do empreendedor.

Continue a leitura

Empreendedores: Quatro Mitos e uma Certeza

Sol - Site ABS - PN

Pedro Neves

Professor Auxiliar da Nova School of Business and Economics / Angola Business School

O século XXI tem sido marcado pela discussão crescente acerca da importância do empreendedorismo para o desenvolvimento da sociedade actual. Como resultado dessa discussão, os governos têm procurado facilitar o trabalho das PMEs e impulsionar a criação de novas empresas, como é visível em programas como o Angola Investe, estabelecido entre o Governo Angolano e diversas entidades bancárias.

O relatório de 2011 do Global Entrepreneurship Monitor mostra que os indicadores associados ao empreendedorismo em Angola são bastante positivos. Por exemplo, o Total de Actividade Empreendedora em Fase Inicial, TEA, que avalia a percentagem da população envolvida na criação de novos negócios até 3 anos de existência é em Angola de 32%, sendo a média dos países da África Subsariana 28%. No mesmo sentido, as intenções de iniciar o seu próprio negócio são de 70% em Angola, bem acima dos 53% da média dos países da África Subsariana que participaram no estudo.

Continue a leitura

Liderança para a Sustentabilidade

Sol - Site ABS - JS

Joana Story
Professora da Nova School of Business and Economics; Professora convidada da Nova | Angola Business School

O tema da sustentabilidade tem sido bastante discutido nos últimos anos. A liderança sustentável foca o desenvolvimento presente garantindo ou assegurando o contínuo acesso a recursos necessários (inclusive recursos humanos) para a organização continuar a gerar lucros, adaptar e inovar.

A discussão em Angola centra-se principalmente na preocupação sobre como crescer de uma maneira responsável. Infelizmente, quando países crescem de uma forma rápida, a preocupação com a sustentabilidade pode ficar para segundo plano em relação à preocupação com o crescimento económico. Portanto, a liderança sustentável pode ser ignorada a curto prazo, mas os líderes organizacionais devem reconhecer várias razões para a imediata preocupação com a sustentabilidade.

Continue a leitura

Mais artigos...

Telefone: +244 222 722 216 | +244 947 512 806 | +244 938 874 679
email: geral.abs@novasbe.pt
Rua Luther King 76-78, Luanda
Siga a Nova | ABS